Tabela Salarial – Radiologia Salário de Radiologista

A tabela salarial de radiologia e o salário de Radiologista possui um valor aprovado por lei, diante disso, o técnico em radiologia aprovado por lei são 2 salários mínimos R$ 930,00 + 40% de periculosidade R$ 372,00 = R$ 1302,00, entretanto, junto com sindicato dos outros estados estava em torno R$1500,00 a R$ 4500,00 ( Não existe piso salarial para tecnólogos).

Diante disso, o técnico em radiologia é um profissional com formação técnica de nível média que atua na preparação dos equipamentos radiográficos para exames em pacientes.

Depois do curso de nível técnico com duração e aproximadamente dois anos ele pode exercer sua função em serviços de diagnóstico e de radiologia em unidades básicas de saúde, clínicas, laboratórios e hospitais públicos e privados. A radiologia industrial também é uma possível área de atuação para esse profissional.

De acordo com o Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos, o curso de técnico em radiologia deve ter no mínimo 1.200 horas e, ao concluir essa formação, o profissional está apto a:

  • Preparar o paciente e o ambiente para a realização de exames nos serviços de radiologia e diagnóstico por imagem, tais como: tomografia computadorizada, mamografia, densitometria óssea, hemodinâmica, ultrassonografia e ressonância magnética nuclear.
  • Realizar exames radiográficos convencionais.
  • Processar filmes radiológicos, preparar soluções químicas e organizar a sala de processamento.
  • Auxiliar a realização de procedimentos de radioterapia e de medicina nuclear.
  • Acompanhar a utilização de meios de contraste radiológicos, observando os princípios de proteção radiologica, avaliando reações adversas e agindo em situações de urgência, sob supervisão profissional pertinente.
Tabela Salarial de Radiologistas

Em todo caso no mercado de tecnólogo ele pode ser inserido nas clínicas de diagnóstico por imagem, hospitais com serviços de Radiologia, Radiodiagnósticos (Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética, Radiologia convencional, Radiologia Odontológica, Radioterapia, Medicina Nuclear) além de poder atuar na área industrial nas indústrias metalúrgicas, metal-mecânicas, estaleiros como o do Porto de Suape, na área de Gamagrafia Industrial, Radiologia industrial, Ultrassonografia industrial, etc. Outra possibilidade de trabalho é na área de supervisão de Radioproteção em Medicina Nuclear, Radioterapia e Indústria.

Salário Mínimo Profissional do técnico em radiologia

Tabela Salarial de Radiologia

Em alguns anos atrás, o salário mínimo dos técnicos em radiologia teve algumas mudanças, com isto o piso salarial de radiologia sem  convenções ou acordos coletivos é de R$ 1.301,25, acrescido de um adicional por insalubridade de R$ 520,50, totalizando uma remuneração mínima de R$ 1.821,75.

Já aqueles que os sindicatos estabeleceram acordos coletivos, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina, o salário de radiologista possui algumas variações, com isto o piso salarial dos técnicos em radiologia nesses estados, já com o adicional por insalubridade, é de:

  • R$ 2.072,44 em São Paulo;
  • R$ 2.875,12 no Rio de Janeiro;
  • R$ 2.633,54 no Paraná;
  • R$ 2.209,12 em Santa Catarina;
  • R$ 2.085,93 no Rio Grande do Sul;

Média salarial do técnico em radiologia

De acordo com a pesquisa salarial do site de empregos Catho, um técnico em radiologia ganha entre R$ 1.230,00 e R$ 2.150,00, com a média salarial nacional da categoria é de R$ 1.626,53.

Serviço Social Salário Mínimo do Cargo – Tabela Salarial

O serviço social possui salário mínimo, porém, a tabela e o piso salarial podem variar conforme a sua formação.

Em todo caso, quem trabalha com o serviço social, precisa profissionalizar- se em assistente social. Com isto ele atua com a função de defender os direitos humanos assim como ter acesso sobre as políticas sociais como saúde, educação, previdência social, assistência social e cultura.

O trabalho de um assistente social serve para a população que possui baixa renda, desta forma é possível trabalhar os seus direitos, diante disso, quem atua como serviço social pode fazer:

  • Planejamento, execução e coordenação de programas e projetos sociais;
  • Estudos e pesquisas sobre a realidade social;
  • Elaboração de pareceres sociais;
  • Análise, diagnóstico e proposição de políticas sociais;
  • Assessoria e consultoria de instituições públicas e privadas, organizações não governamentais e movimentos sociais;
  • Orientação de indivíduos e grupos quanto aos seus direitos sociais;
  • Realização de avaliação socioeconômica de indivíduos para acesso a benefícios e serviços sociais;
  • Ensino e pesquisa em instituições de ensino superior;

Atualmente os órgãos públicos municipais, estaduais e federais das áreas de saúde, assistência social e previdência social são aqueles que empregam os assistentes sociais (serviço social) diante disso, para exercer esta profissão é necessário cursar a graduação em Serviço Social e obter o registro no Conselho Regional de Serviço Social do estado onde trabalha.

Salário Mínimo do Cargo Serviço Social

Piso salarial para cargo de serviço social
Piso salarial para cargo de serviço social


Estes trabalhadores não possuem um piso salarial unificado, porém, existe um projeto de lei em tramitação, o PL 5278/2009, que garante fixar o piso salarial de assistentes sociais em R$ 3.720,00 para uma jornada de 30 horas semanais.

Em todo caso, o Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) possui uma referência para cobrança de honorários de assistentes sociais que trabalham sem vínculo empregatício (consultoria, assessoria e parecer social, entre outros). A Tabela Referencial de Honorários de Serviço Social (TRHSS) fixa o valor mínimo a ser cobrado para Hora Técnica de acordo com a formação do assistente social:

  • Assistente Social com graduação: R$ 105,62 (a hora técnica)
  • Assistente Social com especialização: R$ 118,62 (a hora técnica)
  • Assistente Social com mestrado: R$ 149,49 (a hora técnica)
  • Assistente Social com doutorado: R$ 169,00(a hora técnica)

Média Salarial Serviço Social

Quem é formado em serviço social trabalha como assistentes sociais no setor público, segundo o Conselho Federal de Serviço Social. Diante disso, a média pode variar devido à titulação, tempo de experiência, área de atuação, especialidade, órgão onde está empregada a localização.

Um exemplo é um concurso da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), finalizado em julho de 2014, ofereceu salário inicial (antes de gratificações e adicionais) de R$ 3.282,93 para 180 horas mensais de trabalho. A prefeitura de Osasco (SP) abriu concurso para assistente social com salário inicial de R$ 3.553,83 para jornada de 30 horas semanais.

Já no site de empregos Catho divulga a média salarial nacional e o piso salarial pode variar conforme cargos ocupados por assistentes sociais na iniciativa pública e privados. Seguem alguns exemplos:

  • Conselheiro Tutelar: R$ 1.272,17;
  • Assistente Social: R$ 2.268,82;
  • Consultor de Responsabilidade Social: R$ 2.311,81;
  • Analista de Responsabilidade Social: R$ 2.733,51;
  • Analista de Serviço Social: R$ 2.901,33;
  • Orientador Sócio Educativo: R$ 1.275,57;
  • Coordenador de Projeto Social: R$ 3.559,96;
  • Coordenador de Responsabilidade Social: R$ 4.843,12;
  • Gerente de Responsabilidade Social: R$ 7.387,27;

Segurança do Trabalho Salário Mínimo do Cargo

Para quem trabalha com segurança do trabalho o salário mínimo do cargo pode variar conforme sua especialização.

Atualmente um técnico de segurança do trabalho é considerado uma profissão alta, já que é um dos cursos mais procurado no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Com isto o mercado já está bastante aquecido é quem possui esta formação pode ter um salário de mais de R$ 6.000,00. Devido a este alto salário e a curta duração (menos de dois anos) a profissão Segurança do Trabalho valorizou-se.

Diante disso, conforme Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, publicado pelo MEC, as principais funções de um Segurança do Trabalho são:

  • Investigar, analisar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes.
  • Executar programas de prevenção de riscos ambientais.
  • Desenvolver ações educativas na área de saúde e segurança do trabalho.
  • Orientar o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).
Tabela Salarial Segurança do Trabalho

Segurança do Trabalho e Valor do Salário Mínimo

Nesta profissão o salário é definido de acordo com os sindicatos da categoria com isto é possível que o valor venha a variar conforme a cidade e o estado além do seu setor de atuação.

Com isto, alguns sindicatos como o de São Paulo estabeleceu um piso salarial diferenciado para técnicos em segurança do trabalho que atuam em hospitais, engenharia, comércio, construção civil e indústria. Com isto no Estado de São Paulo, o maior piso da categoria é para aqueles que atuam como segurança do trabalho no setor de engenharia consultiva, com piso salarial mínimo de R$ 2,800,00.

Piso Salarial por Sindicato

Sintesp – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo

  • Indústria: R$ 2.730,64;
  • Construção Civil: R$ 2.779,16;
  • Engenharia Consultiva: R$ 2.800,00;
  • Comércio: R$ 2.552,00;
  • Hospitais Filantrópicos do Estado: R$ 2.580,12;
  • Hospitais e Clínicas Particulares da Capital: R$ 2.693,00;
  • Hospitais e Clínicas Particulares do Interior: R$ 2.555,00;
  • Comércio Atacadista de Medicamentos, Perfumaria e Afins: R$ 2.552,00;
  • Comércio Varejista de Material Elétrico: R$ 2.552,00;

Sinterj – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro

  • Piso salarial médio: R$ 2.779,16

Sintesb – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado da Bahia

  • Piso básico: R$ 2.039,00

Sintestam- Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado do Amazonas

  • Salário Base Construção Civil: R$ 2.432,63;
  • Técnico de Segurança I Júnior: R$ 3.506,02;
  • Técnico de Segurança II Pleno: R$ 3.751,44;
  • Técnico de Segurança III Sênior: R$ 4.014,05;
  • Supervisor de SMS: R$ 5.240,45;
  • Fiscal de Contrato SMS: R$ 4.897,60;

Sintesgo – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de Goiás

  • Salário normativo: R$ 1.300,00

Média Salarial Segurança do Trabalho

Conforme o site de empregos Catho, um supervisor em segurança do trabalho pode ganhar até R$ 6.500,00.

Tabela salarial para segurança do trabalho
Tabela salarial para segurança do trabalho

Abaixo segue a média salarial nacional para alguns cargos relacionados à área de segurança do trabalho:

  • Estágio em Segurança do Trabalho: R$ 724,99;
  • Auxiliar Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 1.289,85;
  • Assistente em Segurança do Trabalho: R$ 1.426,36;
  • Professor de Segurança do Trabalho: R$ 1.803,33;
  • Analista de Segurança do Trabalho: R$ 3.231,68;
  • Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 2.431,16;
  • Analista de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde: R$ 3.069,46;
  • Supervisor de Segurança do Trabalho: R$ 3.523,86;
  • Coordenador de Segurança do Trabalho: R$ 5.272,07;
  • Coordenador de Saúde, Segurança e Meio Ambiente: R$ 6.732,89;

Salário Mínimo Aumentou – Confira Novo Piso

Diferentemente dos outros estados do país, São Paulo aprovou um piso salarial próprio.

Com o a votação do projeto de lei do Orçamento para o ano que vem aprovados, fica também decido quanto será o salário mínimo no ano seguinte. Enquanto o Congresso Nacional aprovou o seu projeto de lei que prevê o valor de R$ 724 no ano que vem, os paulistas terão o mínimo de R$810.

Não é a primeira vez que isso acontece: já há alguns anos o salário nesse estado é maior que a média nacional.

Em 2012 o Orçamento da União previa um piso de R$678 em 2013, o estado governado mais rico do país reajustava o seu para R$ 765.

Como os valores tem ajustes similares, é bastante provável que essa diferença se mantenha ao longo dos anos.

Não é difícil explicar como e por que o valor do estado é diferente –e maior- do que o do resto do país.

Para isso, é preciso ressaltar de antemão que tal valor não envolve questões de bondade ou apenas o fato de o estado ser mais rico que os outros. Vamos explicar as razões de este valor.

Por Que Tão Alto o Salário Mínimo?

Salário Mínimo
Salário Mínimo

Apesar do aumento do valor do piso, é necessário saber quanto realmente o empregado vai ter “a mais”, isto é, qual o valor de aumento real.

Esse número é extremamente importante para uma economia emergente como a brasileira, que vê seu consumo crescer.

Para que o consumo cresça, é necessário que o poder de compra do trabalhador também suba. E o principal agente para impedir isso tem nome: inflação.

A inflação, que é a queda do poder de compra, é quem tira grande parte do sentido de um aumento do salário mínimo.

Se algo que há um ano custava R$ 10 hoje custa R$ 12, é de se entender que, se o que se ganha não sobe, em breve não servirá para nada.

E São Paulo, sendo o maior produtor e consumidor de bens e serviços do país, é muito mais suscetível aos efeitos deste fenômeno.  

O aumento de preços, se não combatido, pode ser remediado com o aumento do valor recebido.

Outra razão para um salário desta magnitude é o custo de vida. São Paulo é largamente reconhecida como uma das capitais mais caras do continente e o fato se repete nas grandes cidades do interior e, em menor escala, no estado inteiro.

Morar em São Paulo é mais caro e exige mais capital do que em outros estados. Por exemplo: os custos básicos de um indivíduo morador da capital paulista (moradia, vestuário, alimentação e lazer) é suprido com dificuldades com esse valor.

Mas esta mesma quantia, por exemplo, não teria problemas em satisfazer as mesmas necessidades de um morador de Belém ou João Pessoa.

Por último é necessário lembrar que esse novo valor do salário mínimo é definido apenas para os trabalhadores do serviço público estadual, que são cobertos pelo orçamento.

No final das contas é necessário não se maravilhar com o aumento de 7% no piso do funcionalismo estadual.

Como o índice que mede a inflação em 2014 chegou a quase 6%, o ganho real fica em pouco mais de 1% – o aumento em si. Por isso cuidado, já que nem tudo poderão ser flores no seu próximo holerite.

Tabela Salarial Secretárias / Secretariado

Foram anunciados os novos valores propostos para o Piso Salarial Regional em São Paulo. O Projeto de Lei (PL) altera as três faixas salariais de R$ 600, R$ 610 e R$ 620 para R$ 690, R$ 700 e R$ 710, respectivamente.

Desta maneira, a primeira faixa salarial para quem atua na área profissional como secretário(a), será reajustada em 15%, a segunda faixa em 14,75% e a terceira em 14,52%.

A estimativa é que o piso salarial dos secretários beneficie mais de 7,8 milhões de trabalhadores do estado.

O projeto será enviado para aprovação da Assembleia Legislativa durante os próximos dias.

Salário Mínimo Secretárias

Piso salarial de secretárias
Piso salarial de secretárias

Há outro projeto de lei que será enviado à Assembleia estabelece um piso salarial de R$ 720 para cerca de 32 mil servidores públicos estaduais. Atualmente o valor é de R$ 630,00.

Representantes das centrais sindicais participaram da discussão dos novos valores do piso junto com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, antes do anúncio oficial.

“Durante alguns meses nós realizamos reuniões prévias para levarmos ao governador Geraldo Alckmin estes valores. Nosso compromisso é sempre manter um canal permanente de diálogo com o meio sindical”, explica o secretário do Emprego, Davi Zaia.

Que, segundo ele, estas reuniões com as centrais prosseguem em Abril, com objetivo de aperfeiçoar o piso salarial dos secretários, incluindo propostas de antecipação desses reajustes para coincidir com a data de vigência do salário mínimo nacional, em Janeiro.

Abaixo mostramos os valores médios pesquisados pelos sindicatos de secretárias e pelo FENASSEC:

BA
Técnico: R$ 800 à R$1.400,00
Executivo – R$ 1.400,00 a R$ 5.200,00

CE
Técnico em secretariado – R$ 850,00
Secretário Executivo – R$ 1.650,00

DF

Salário Médio
Técnico em Secretariado – entre R$ 573,00 a R$ 888,00
Secretária (o) Executiva (o) – entre R$ 1.368,00 a R$ 2.250,00

MT
Técnico em secretariado – R$ 700,00
Secretário Executivo – R$ 1500,00

MG
Técnico em secretariado – R$ 1.100,00
Secretário Executivo – R$ 1.800,00
Secretária bilingue – acima de R$ 2.500,00

PB
Técnico em secretariado – R$ 600,00 a R$ 800,00
Secretário Executivo – R$ 800,00 a R$ 1.500,00

PR
Técnica(o) em Secretariado:
profissionais de nível técnico em pequenas e médias empresas: de R$ 800,00 a R$1.500,00
em empresas de grande porte: de R$1.800,00 a R$ 2.800,00

Para Secretária(o) Executiva(o):
em empresas de porte médio: de R$1.200,00 a R$3.200,00
na empresa de grande porte: de R$3.500,00 a R$8.000,00

RJ

  • no mercado para profissionais de nível técnico: R$ 1052,00
  • na empresa de porte médio: R$ 1281,00
  • na empresa de grande porte: R$ 1683,00

Para Secretária Executiva:

  • no mercado a partir de: R$ 1904,00
  • na empresa de porte médio: R$ 2065,00
  • na empresa de grande porte atinge: R$ 7000,00

RR
Técnico em Secretariado – R$680,00 a R$ 920,00
Secretário Executivo – R$1.000,00 a R$ 2.350,00

RS
Técnico em Secretariado – Mínimo de R$ 1.000,00 (aumenta a partir da experiência)
Secretária Executiva – Mínimo de R$1.800,00 (com domínio de no mínimo um idioma, a partir de R$ 2.500,00)

SP
Secretária Português R$ 1500,00
Secretária Bilíngüe R$ 2500,00
Secretária Trilíngüe R$ 3500,00

Tabela Salarial de Empregadas Domésticas

Cada dia que passa está mais caro manter uma empregada doméstica de acordo com sua tabela salarial.

Mesmo que se reconheça a necessidade e o valor do serviço prestado, é difícil imaginar que o número de famílias que pode continuar a empregar esse tipo trabalho é cada vez menor.

E vale lembrar o cuidado que se deve ter com a regularidade das anotações e pagamento dos direitos trabalhistas.

As mudanças econômicas estão se refletindo no mercado de trabalho, que hoje abre para as mulheres novas opções, em atividades onde elas encontram mais reconhecimento e oportunidade de crescimento.

Tabela salarial para empregadas domésticas
Tabela salarial para empregadas domésticas

O Governo Federal o novo salário mínimo nacional que vai começar a valer a partir do dia 1º de Janeiro de 2016, o novo piso salarial nacional para empregadas domésticas agora é de R$ 779,79, tendo um reajuste de 7,71% comparado ao ano passado (2014).

Essa mudança já foi aprovada e já está em vigor, mas alguns estados brasileiros adotaram uma própria tabela salarial para empregadas domésticas.

Tabela Salarial Empregadas Domésticas por Estado

Salário Mínimo Brasil: R$ 880,00

  • PR: R$ 983,40 (R$ 4,47 / hora)
  • RJ: R$ 874,76 (R$ 3,98 / hora)
  • RS: R$ 868,00 (R$ 3,95 / hora)
  • SC: R$ 835,00 (R$ 3,80 / hora)
  • SP: R$ 905,00 (R$ 4,11 / hora)