Tabela Salarial PMMG – Polícia Militar Minas Gerais

Para quem deseja saber a tabela salarial da Polícia Militar Minas Gerais (PMMG 2015), segue os dados abaixo com os valores aproximados conforme os reajustes anunciados.

Este valor é válido para o mês de Abril com reajuste de 15%.

  • Cel PM – R$26.819,81;
  • Ten. Cel. PM – R$24.191,80;
  • Maj. PM – R$21.562,95;
  • Cap. PM –  R$ 19.959,67;
  • 1ª Ten. PM –  R$17.143,14;
  • 2 ª Ten PM –  R$15.086,87;
  • Sub Ten PM –  R$13.552,14;
  • 1ª Sgt PM –  R$12.078,18;
  • 2ª Sgt PM – R$10.543,47;
  • 3ª Sgt PM –  R$9.303.52;
  • Cb PM –  R$8,063,64;
  • Sd PM – R$6.967,33;

Este reajuste da tabela salarial foi feito pelo Governo de Minas Gerais, com isto ele atingiu os policiais civis, militares e bombeiros.

O anúncio foi feito em 2011, com isto foi estabelecida uma política remuneratória para o setor de segurança pública do Estado.

Diante disso, estes reajustes valeram para os s integrantes das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros serão concedidos em etapas, de acordo com o seguinte cronograma:

  • Data de vigência: 1º de dezembro de 2011 – Percentual de reajuste de 7%;
  • Data de vigência: 1º de Outubro de 2012 – Percentual de reajuste de 10%;
  • Data de vigência: 1º de Agosto de 2013 – Percentual de reajuste de 13%;
  • Data de vigência: 1º de Junho de 2014 – Percentual de reajuste de 15%;
  • Data de vigência: 1º de dezembro de 2014 – Percentual de reajuste de 12%;
  • Data de vigência: 1º de Abril de 2015 – Percentual de reajuste de 15%;

Estes reajustes foram enquadrados na Lei de Responsabilidade Fiscal e serão extensivos aos setores administrativos das corporações e aos agentes dos sistemas prisional e socioeducativo, conforme declarou a Agência Minas.

Sobre Polícia Militar Minas Gerais (PMMG)

A Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG) tem como função a preservação da ordem pública no estado brasileiro de Minas Gerais.

Diante disso, hierarquicamente ela é vinculada ao Comando Geral da Corporação, o Comando de Policiamento da Capital – CPC (Primeira Região da Polícia Militar), com sede na cidade de Belo Horizonte na qual é responsável pelo policiamento na capital mineira. Com isto possui subordinados ao CPC, 8 Batalhões da Polícia Militar, sendo eles:

  • 1º Batalhão da Polícia Militar, o tradicional BG (Batalhão de Guardas), situado no bairro de Santa Efigênia, é o responsável pelo policiamento no Hipercentro da Capital Mineira (região compreendida dentro da Avenida do Contorno), e é subdividido em cinco companhias operacionais sendo:
  • 1ª Cia Tático Móvel, responsável pelo policiamento especializado e de recobrimento das demais Companhias da área;
  • 3ª Cia Especial, responsável pelo policiamento na região hospitalar e do Bairro Floresta;
  • 4ª Cia Especial, responsável pelo policiamento na região da Savassi e parte do Bairro Lourdes;
  • 5ª Cia Especial, responsável pelo policiamento na região do Barro Preto, Santo Agostinho e parte do Lourdes;
  • 6ª Cia Especial, responsável pelo policiamento no Hipercentro de Belo Horizonte;
  • 5º Batalhão da Polícia Militar, situado no bairro Gameleira, é o responsável pelo policiamento de parte da região Oeste de Belo Horizonte.
  • 13º Batalhão da Polícia Militar, situado no bairro Planalto, é o responsável pelo policiamento de parte da região Norte de Belo Horizonte (região de Venda Nova).
  • 16º Batalhão da Policia Militar, situado no bairro de Santa Tereza, é o responsável pelo policiamento de parte da região Leste de Belo Horizonte.
  • 22º Batalhão da Polícia Militar, situado no bairro Santa Lúcia, é o responsável pelo policiamento de parte das regiões Leste, Sul e Oeste de Belo Horizonte.
  • 34º Batalhão da Polícia Militar, situado no bairro Caiçara, é o responsável pelo policiamento da região da Pampulha.
  • 41º Batalhão da Polícia Militar, situado no bairro Barreiro de Baixo, é o responsável pelo policiamento da região do Barreiro.
  • 49º Batalhão da Polícia Militar, situado no bairro São João Batista, é o responsável pelo policiamento de parte da região Norte de Belo Horizonte (região de Venda Nova).

Tabela Salarial Marketing

Pesquisa realizada mostra que o salário pago para um profissional que atua na área de Marketing e Vendas, varia entre R$ 2 mil (atuantes na área com menos de 2 anos de experiência, e trabalhando em uma pequena ou média empresa, que no caso são Especialistas de comunicação) e R$ 50 mil (atuantes na área com mais de 15 anos de experiência trabalhando em uma grande empresa, neste caso são Diretores Comerciais).

Na tabela abaixo, confira os pisos salariais praticados por profissionais de Marketing e Vendas.

Os valores mais baixos de cada cargo se referem a pequenas e médias empresas. E os salários mais altos, por sua vez, dizem respeito às grandes empresas. Tabela salarial marketing.

Tabela Salarial Marketing
Tabela Salarial Marketing

Os salários estão divididos por tempo de experiência do profissional:

Cargo Porte da
empresa*
0 – 2 anos3 – 5 anos6 – 9 anos>10 anos
Gerente Geral P/M24.000 – 30.00027.000 – 35.00030.000 – 47.00035.000 – 70.000
G    
Diretor Comercial P/M18.000 – 25.00020.000 – 29.00025.000 – 32.00030.000 – 42.000
G21.000 – 28.00025.000 – 33.00030.000 – 40.00035.000 – 55.000
Diretor de Marketing P/M15.000 – 20.00017.000 – 22.00018.000 – 24.00019.000 – 30.000
G19.000 – 25.00021.000 – 27.00023.000 – 30.00025.000 – 45.000
Gerente Nacional de Vendas P/M12.000 – 17.00015.000 – 20.00018.000 – 23.00020.000 – 30.000
G15.000 – 20.00018.000 – 25.00023.000 – 28.00025.000 – 35.000
Gerente Regional de Vendas / Comercial P/M9.000 – 12.00010.000 – 16.00014.000 – 18.00017.000 – 25.000
G11.000 – 15.00013.000 – 18.00017.000 – 22.00020.000 – 30.000
Gerente de Desenvolvimento de Negócios P/M7.000 – 11.00010.000 – 16.00012.000 – 20.00013.000 – 23.000
G9.000 – 15.00011.000 – 17.00013.000 – 22.00015.000 – 25.000
Gerente de Marketing P/M7.000 – 12.0009.000 – 14.00010.000 – 16.00011.000 – 19.000
G10.000 – 16.00012.000 – 18.00014.000 – 20.00012.000 – 20.000
Gerente de Inteligência de
Mercado / Planejamento Estratégico
 P/M8.000 – 11.0009.500 – 13.00011.000 – 17.000 
G12.000 – 16.00013.500 – 19.00016.000 – 21.50020.000 – 25.000
Gerente de Trade Marketing P/M7.000 – 10.0008.000 – 12.0009.000 – 15.00012.000 – 20.000
G7.000 – 12.0009.000 – 16.00014.000 – 20.00015.000 – 26.000
Gerente de Produto P/M6.000 – 8.0006.500 – 8.5007.000 – 10.0008.000 – 14.000
G6.500 – 12.0008.000 – 14.00010.000 – 16.00012.000 – 23.000
Coordenador de Marketing / Comunicação P/M4.000 – 5.5005.000 – 7.0006.500 – 9.0007.500 – 11.000
G5.000 – 7.0006.000 – 8.0007.000 – 11.0009.000 – 12.000
Coordenador de Inteligência de Mercado P/M5.000 – 7.0006.500 – 8.5007.500 – 10.0008.500 – 12.500
G6.500 – 8.0007.500 – 9.0008.500 – 11.0009.000 – 13.500
Executivo de Vendas P/M5.000 – 8.0007.000 – 11.5009.000 – 13.50010.500 – 17.000
G7.500 – 10.0009.000 – 12.50011.000 – 15.00013.500 – 19.000
Analista de Marketing P/M2.500 – 4.5003.500 – 5.0004.500 – 6.0005.500 – 7.500
G2.500 – 5.0004.000 – 6.5005.500 – 7.5006.500 – 8.500
 *Pequena e média empresa – até R$ 500 milhões de faturamento ao ano / Grande empresa – a partir de R$ 500 milhões de faturamento ao ano (Fonte:Exame.com)
 

 Todos os anos surgem novas tabelas salariais, e, encontram-se ótimos salários, mas o que acontece é que uma grande parte da população nem mesmo chega a receber metade deste valor como remuneração pelo seu serviço prestado.

Tabela Salarial Secretárias / Secretariado

Foram anunciados os novos valores propostos para o Piso Salarial Regional em São Paulo. O Projeto de Lei (PL) altera as três faixas salariais de R$ 600, R$ 610 e R$ 620 para R$ 690, R$ 700 e R$ 710, respectivamente.

Desta maneira, a primeira faixa salarial para quem atua na área profissional como secretário(a), será reajustada em 15%, a segunda faixa em 14,75% e a terceira em 14,52%.

A estimativa é que o piso salarial dos secretários beneficie mais de 7,8 milhões de trabalhadores do estado.

O projeto será enviado para aprovação da Assembleia Legislativa durante os próximos dias.

Salário Mínimo Secretárias

Piso salarial de secretárias
Piso salarial de secretárias

Há outro projeto de lei que será enviado à Assembleia estabelece um piso salarial de R$ 720 para cerca de 32 mil servidores públicos estaduais. Atualmente o valor é de R$ 630,00.

Representantes das centrais sindicais participaram da discussão dos novos valores do piso junto com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, antes do anúncio oficial.

“Durante alguns meses nós realizamos reuniões prévias para levarmos ao governador Geraldo Alckmin estes valores. Nosso compromisso é sempre manter um canal permanente de diálogo com o meio sindical”, explica o secretário do Emprego, Davi Zaia.

Que, segundo ele, estas reuniões com as centrais prosseguem em Abril, com objetivo de aperfeiçoar o piso salarial dos secretários, incluindo propostas de antecipação desses reajustes para coincidir com a data de vigência do salário mínimo nacional, em Janeiro.

Abaixo mostramos os valores médios pesquisados pelos sindicatos de secretárias e pelo FENASSEC:

BA
Técnico: R$ 800 à R$1.400,00
Executivo – R$ 1.400,00 a R$ 5.200,00

CE
Técnico em secretariado – R$ 850,00
Secretário Executivo – R$ 1.650,00

DF

Salário Médio
Técnico em Secretariado – entre R$ 573,00 a R$ 888,00
Secretária (o) Executiva (o) – entre R$ 1.368,00 a R$ 2.250,00

MT
Técnico em secretariado – R$ 700,00
Secretário Executivo – R$ 1500,00

MG
Técnico em secretariado – R$ 1.100,00
Secretário Executivo – R$ 1.800,00
Secretária bilingue – acima de R$ 2.500,00

PB
Técnico em secretariado – R$ 600,00 a R$ 800,00
Secretário Executivo – R$ 800,00 a R$ 1.500,00

PR
Técnica(o) em Secretariado:
profissionais de nível técnico em pequenas e médias empresas: de R$ 800,00 a R$1.500,00
em empresas de grande porte: de R$1.800,00 a R$ 2.800,00

Para Secretária(o) Executiva(o):
em empresas de porte médio: de R$1.200,00 a R$3.200,00
na empresa de grande porte: de R$3.500,00 a R$8.000,00

RJ

  • no mercado para profissionais de nível técnico: R$ 1052,00
  • na empresa de porte médio: R$ 1281,00
  • na empresa de grande porte: R$ 1683,00

Para Secretária Executiva:

  • no mercado a partir de: R$ 1904,00
  • na empresa de porte médio: R$ 2065,00
  • na empresa de grande porte atinge: R$ 7000,00

RR
Técnico em Secretariado – R$680,00 a R$ 920,00
Secretário Executivo – R$1.000,00 a R$ 2.350,00

RS
Técnico em Secretariado – Mínimo de R$ 1.000,00 (aumenta a partir da experiência)
Secretária Executiva – Mínimo de R$1.800,00 (com domínio de no mínimo um idioma, a partir de R$ 2.500,00)

SP
Secretária Português R$ 1500,00
Secretária Bilíngüe R$ 2500,00
Secretária Trilíngüe R$ 3500,00

Tabela Salarial de Professores

Os profissionais que atuam nas escolas e nas universidades como professores, tiveram seu piso salarial reajustado, e sua remuneração foi aumentada em 13,01% para o ano.

Governo Define Novo Piso Salarial para Professores

Conforme determina a lei que criou o piso salarial dos professores, o cálculo do reajuste foi baseado no crescimento do valor mínimo por aluno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) neste mesmo período.

Tabela salarial para Professores
Tabela salarial para Professores

A lei declara que nenhum professor poderá receber menos do que o valor determinado por uma jornada de 40 horas semanais.

Questionada na Justiça pelos governadores, a legislação foi confirmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado.

Alguns federados argumentaram que não têm recursos para pagar o valor estipulado pela lei.

O dispositivo prevê que, nesses casos, a União complemente o pagamento do piso salarial dos professores, mas, desde 2008, nenhum estado ou município recebeu os recursos porque, segundo o MEC, não conseguiram comprovar a falta de verbas para esse fim.

Tabela Salarial dos Professores

Piso salarial na educação básica(válido a partir de 1º de janeiro de 2015)
educação infantil (em escolas que só possuem educação infantil)R$ 927,71*
educação infantil até o 5º ano do ensino fundamentalR$ 1.036,66*
6º ao 9º ano do ensino fundamentalR$ 1.078,88*
ensino médioR$ 1201,02*
ensino técnicoR$ 1142,24*
pré-vestibularR$ 1676,40*
* valores calculados para jornada semanal de 22 horas
  • Sobre o piso salarial devem ser aplicados 5% de hora-atividade. Professores aulistas também têm que calcular o descanso semanal remunerado (DSR).
  • O piso salarial dos professores mensalistas (até o 5º ano do ensino fundamental) refere-se a jornada máxima de 22 horas semanais.