Segurança do Trabalho Salário Mínimo do Cargo

Para quem trabalha com segurança do trabalho o salário mínimo do cargo pode variar conforme sua especialização.

Atualmente um técnico de segurança do trabalho é considerado uma profissão alta, já que é um dos cursos mais procurado no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Com isto o mercado já está bastante aquecido é quem possui esta formação pode ter um salário de mais de R$ 6.000,00. Devido a este alto salário e a curta duração (menos de dois anos) a profissão Segurança do Trabalho valorizou-se.

Diante disso, conforme Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, publicado pelo MEC, as principais funções de um Segurança do Trabalho são:

  • Investigar, analisar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes.
  • Executar programas de prevenção de riscos ambientais.
  • Desenvolver ações educativas na área de saúde e segurança do trabalho.
  • Orientar o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

Tabela Salarial Segurança do Trabalho

Segurança do Trabalho e Valor do Salário Mínimo

Nesta profissão o salário é definido de acordo com os sindicatos da categoria com isto é possível que o valor venha a variar conforme a cidade e o estado além do seu setor de atuação.

Com isto, alguns sindicatos como o de São Paulo estabeleceu um piso salarial diferenciado para técnicos em segurança do trabalho que atuam em hospitais, engenharia, comércio, construção civil e indústria. Com isto no Estado de São Paulo, o maior piso da categoria é para aqueles que atuam como segurança do trabalho no setor de engenharia consultiva, com piso salarial mínimo de R$ 2,800,00.

Piso Salarial por Sindicato

Sintesp – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo

  • Indústria: R$ 2.730,64;
  • Construção Civil: R$ 2.779,16;
  • Engenharia Consultiva: R$ 2.800,00;
  • Comércio: R$ 2.552,00;
  • Hospitais Filantrópicos do Estado: R$ 2.580,12;
  • Hospitais e Clínicas Particulares da Capital: R$ 2.693,00;
  • Hospitais e Clínicas Particulares do Interior: R$ 2.555,00;
  • Comércio Atacadista de Medicamentos, Perfumaria e Afins: R$ 2.552,00;
  • Comércio Varejista de Material Elétrico: R$ 2.552,00;

Sinterj – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro

  • Piso salarial médio: R$ 2.779,16

Sintesb – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado da Bahia

  • Piso básico: R$ 2.039,00

Sintestam- Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado do Amazonas

  • Salário Base Construção Civil: R$ 2.432,63;
  • Técnico de Segurança I Júnior: R$ 3.506,02;
  • Técnico de Segurança II Pleno: R$ 3.751,44;
  • Técnico de Segurança III Sênior: R$ 4.014,05;
  • Supervisor de SMS: R$ 5.240,45;
  • Fiscal de Contrato SMS: R$ 4.897,60;

Sintesgo – Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de Goiás

  • Salário normativo: R$ 1.300,00

Média Salarial Segurança do Trabalho

Conforme o site de empregos Catho, um supervisor em segurança do trabalho pode ganhar até R$ 6.500,00.

Piso Salarial Segurança do Trabalho

Abaixo segue a média salarial nacional para alguns cargos relacionados à área de segurança do trabalho:

  • Estágio em Segurança do Trabalho: R$ 724,99;
  • Auxiliar Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 1.289,85;
  • Assistente em Segurança do Trabalho: R$ 1.426,36;
  • Professor de Segurança do Trabalho: R$ 1.803,33;
  • Analista de Segurança do Trabalho: R$ 3.231,68;
  • Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 2.431,16;
  • Analista de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde: R$ 3.069,46;
  • Supervisor de Segurança do Trabalho: R$ 3.523,86;
  • Coordenador de Segurança do Trabalho: R$ 5.272,07;
  • Coordenador de Saúde, Segurança e Meio Ambiente: R$ 6.732,89;

5 comentários em “Segurança do Trabalho Salário Mínimo do Cargo

  1. Boa tarde.

    Tenho experiência em elaborar e orientar atividades de segurança do trabalho e preservação física dos funcionários em empresas, construções e instalações industriais.
    Inspecionar equipamentos e condições de trabalho, investigar e analisar causas de acidentes para eliminar riscos.
    Desenvolver programas de treinamentos e verificar o cumprimento das normas de segurança na aplicação de providências preventivas.

    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *